logo_interact_4q38

O Interact representa um meio termo entre um clube social e um clube de serviço e pode oferecer o que há de mellhor nos dois. O que lhe parece?

Continue a ler esta página, e provavelmente você ficará interessado. Alguns entram no Interact para fazer amigos; outros, para prestar serviços ao próximo.

Se algum dia você chegar a fazer parte do Interact, poderá ver-se envolvido na construção de um playground em um orfanato, na procura de trabalho para jovens, ou talvez chegue a cantar em um espetáculo para pessoas idosas ou participe de um grande número de atividades de angariação de fundos, como maratonas ou corridas. Ao fazer isso, estará criando novas amizades através do Interact.

Quem são os sócios do Interact?

Todos os sócios do Interact são jovens que estudam em escola secundária ou que estão nessa mesma faixa de idade. Alguns clubes exigem também que os jovens tenham potencial de liderança e boas notas na escola, para poderem ser admitidos.

O Interact, entretanto, não é um clube exclusivo. O requisito mais importante é que a pessoa tenha o desejo de entrar no clube e queira fazer parte do grupo que trabalha para promover a compreensão internacional e para servir a comunidade. O Interactiano tipico é “amigável, atencioso e está interessado em aprender”.

Há Interact Clubs de todos os tipos e de todos os tamanhos. E não há dois deles que sejam exatamente iguais. Alguns clubes têm apenas 20 sócios, enquanto outros contam com mais de 200. Alguns clubes são constituídos de rapazes ou de moças apenas, enquanto outros têm o quadro social misto. Os sócios podem pertencer ao grupo estudantil de uma só escola ou são recrutados entre a população não-estudantil da comunidade.

O Interact: trabalho e diversões

Como clube de serviços, o Interact implica em trabalho. É um trabalho entre amigos, que é sempre um motivo de satisfação.

Quando os jovens aprendem a depender um dos outros, a trocarem idéias e a fazê-lo com maior eficácia. E, além do mais, se beneficiam com a experiência que adquirem.

Além da necessidade de trabalhar, deve-se acentuar que há também o aspecto de diversão. Os Interact Clubs patrocinam festivais folclóricos, bailes, excursões a montanhas e vulcões; os interactianos participam de festas populares, visitam escavações arqueológicas, esquiam e organizam maratonas para angariar fundos para projetos da comunidade.

Como se vê, o aspecto social e o aspecto de prestação de serviços se misturam e se fundem em um só. Quando jovens entusiastas e cheios de energia se unem e trabalham juntos, com novas idéias e com sentido de humor, o resultado é um clube do qual vale a pena ser sócio.

Breve Histórico

O Interact teve início em 1962, quando o Rotary Club de Melbourne, na Flórida, organizou o primeiro Interact Club.

Crescendo constantemente, hoje conta com mais de 5.000 clubes, localizados em pequenas e grandes cidades.

Todo Interact Club tem sua própria administração e é auto-suficiente financeiramente. Deve ser patrocinada por um Rotary Clubs. Alguns rotarianos atuarão como conselheiros e manterão contato com aqueles com que o clube tem certas obrigações (autoridades escolares, por exemplo).

O clube é regido por estatutos, prescritos pelo Rotary International, e por um regulamento interno.

Interact – o clube internacional

O próprio nome Interact – uma combinação das palavras inglesas “international” e “action” – acentua o aspecto internacional do programa. Há clubes no mundo inteiro, espalhados pelos seis continentes: em Parramatta (Austrália), Zamboanga (Filipinas), Tóquio (Japão), Shaker Heights (Ohio, EUA), Mombasa (Quênia), América (Bs.As., Argentina), Gmundem (Austrália) e Caraqui (Paquistão).

Na verdade, os 110.000 jovens que pertencem ao Interact residem em 83 países diferentes – alguns de clima temperado, outros de clima tropical e outros de regiões frias.

Quem pertence a uma organização internacional acaba aprendendo coisas interessantes: como a vida em Aänekoski, na Finlândia (latitude: 60 graus norte), ou ao longo do equador, perto do Monte Kilimanjaro, ou em um continente isolado como a Austrália, e o que as pessoas do outro lado do mundo fazem no sábado a noite.

Geralmente a conclusão é que as pessoas das mais diversas partes do mundo são muito interessantes. Os Interact Clubs fazem intercâmbio de fitas gravadas, cartas, revistas, selos, livros, músicas e fotografias dos próprios sócios, entre outras coisas. Um clube organizou um “show” audiovisual sobre sua própria cidade. Outros organizaram visitas e intercâmbios de estudantes. Nesse ambiente, a compreensão internacional torna-se mais do que simples palavras.

O Interact tem sócios de todas as raças, crenças religiosas e cores – todos eles empenhados em trabalhar para o mesmo ideal. Enquanto um clube de Nairobi, no Quênia, está plantando pés de banana no terreno de um lar para crianças excepcionais, outro clube de Hong Kong prepara a embalagem dos presentes para a festa de Natal, e um terceiro constrói uma estrada primitiva em um pantanal, na Índia. Ao mesmo tempo, nos Estados Unidos, outro clube poderá estar organizando uma quermesse em benefício de um programa de reabilitação para jovens viciados em drogas.

Interact – um clube em ação

Todo Interact Club deve planejar pelo menos dois projetos por ano – um com o objetivo de prestar alguns serviços à escola ou à comunidade, e outro com o fim de fomentar a compreensão internacional. Você pode participar desses projetos. Quer se trate de colocar um sistema de som no refeitório da escola, quer se trate de administrar uma barraca para a venda de livros usados ou de preços mais acessíveis, quer se trate de coletar roupa para as pessoas necessitadas – se desejar tomar parte nessas atividades, você pode participar do Interact. A divisão do clube em comissões praticamente garante a participação de todos. Para que tenham êxito, os projetos de serviços necessitam de pessoal, de planejamento e de persistência. Um sócio ativo adquire experiência, descobre novos interesses e compartilha da boa sensação de ajudar os outros.

Essa é a razão pela qual os interactianos se vêem empenhados em todos os tipos de atividades – levando crianças excepcionais ao zoológico, organizando um programa de calouros para angariar fundos para a compra de máquinas de escrever para a escola, colaborando nas olimpíadas especiais para as crianças com impedimentos físicos e mentais ou fazendo a limpeza de um rio poluído.

Por que ser sócio do Interact?

“Não sei qual será o destino de todos vocês, mas sei que só serão realmente felizes aqueles que procurarem e encontrarem uma forma de servir”, afirmou Albert Schweitzer. O princípio básico do Interact é o serviço ao próximo. E colaborar com outros jovens para prestar serviços.

Às vezes uma pessoa tem uma grande idéia que não pode executar por si só, necessitando da colaboração de um grupo. O Interact poderá ser o lugar para as suas idéias e o grupo que você necessita.

 

(Extraído do folheto “Interact em Ação”, disponível no site da DIIC-OMIR).

Para saber mais sobre o Interact acesse o site https://www.rotary.org/myrotary/pt/learning-reference/learn-topic/interact